(062) 3100-5632      contato@tumiespacoclinico.com.br    |   

Quais são os tipos de tumores cerebrais?

Os tumores cerebrais primários são os que se iniciam em quase qualquer tipo de tecido ou célula no cérebro. Os que têm início em outros órgãos e só depois se espalham para o cérebro são chamados tumores cerebrais metastáticos - mais comuns em adultos, porém não tratados da mesma forma. Aqui nós vamos destrinchar as classificações do primeiro tipo.

A classificação dos tumores cerebrais primários

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica os tumores cerebrais primários em 4 graus, que variam de acordo com a velocidade de crescimento, com o poder de infiltração nos tecidos adjacentes, com as chances de recidiva e com a propensão a outros tratamentos além da cirurgia. São eles:

Gliomas

Quase 30% de todos os tumores cerebrais são gliomas, que se iniciam nas células da glia, estão presentes no sistema nervoso central e têm crescimento rápido. Alguns tipos de gliomas são descritos como:

Astrocitomas - desenvolvidos a partir dos astrócitos;

Oligodendrogliomas - originados a partir de células da oligodendroglia;

Ependimomas - originados a partir das células ependimais e do quarto ventrículo; 

Glioblastomas - também desenvolvido a partir dos astrócitos, é o tipo mais comum e agressivo de tumor maligno cerebral.

Meningiomas

São o tipo mais comum em mulheres adultas e corresponde a quase 30% dos tumores cerebrais primários. Começam nas meninges (tecido que envolve as camadas externas do cérebro e da medula espinhal) e, apesar de benignos, vão se agravando com a idade.

Meduloblastomas

Originários das células neuroectodérmicas no cerebelo, os meduloblastomas têm crescimento rápido e ocorrem com mais frequência nas crianças. Geralmente são tratados numa combinação de cirurgia, radioterapia e quimioterapia.

Há ainda outros tipos de tumores cerebrais, de origens diversas - que vão desde o sistema nervoso central, aos nervos cranianos, à base do cérebro ou do crânio, à coluna vertebral, até à hipófise - e podem ser malignos ou benignos, porém são raros ou menos comuns. Como exemplo, podemos citar: Gangliogliomas; Schwannomas (Neurilemomas); Craniofaringiomas; Cordomas; Linfomas Não Hodgkin e Adenomas da hipófise.

Para saber mais sobre os tumores que podem atingir o cérebro, consulte seu médico.

Fonte: Medical Site

05 de Novembro de 2020

Agende sua consulta!
Leonardo Rocha Carneiro García Zapata - Doctoralia.com.br