História do Tumi

Os tumis eram facas (ou bisturis) que possuíam o formato da letra “T”, um símbolo do deus da medicina inca, e que eram utilizadas em diversos tipos de intervenções cirúrgicas, como por exemplo aquelas a fim de retirar ossos fraturados, pedaços de metal ou restos de armas dos crânios dos guerreiros feridos. Desta forma, o Tumi representa as primeiras neurocirurgias efetivas realizadas na história sendo ainda hoje o símbolo da medicina peruana.